Rodovid - cadastro gratuito da Árvore Genealógica em idioma Português
Lembre-se que este site, a exemplo da WikiPedia, é público e TODAS as informações aqui cadastradas aparecem em consultas no GOOGLE.
Leia a "AJUDA" e "página principal" antes de continuar !

Categoria:Vapor Teutonia

De Rodovid PT

(Redireccionado de Categoria:Vapor Città di Savona para Vapor Teutonia.)
Image:LieuLogo60x60.jpg Veja AQUI todos os registros (pessoas e famílias) associados a esta categoria.

[editar] Dados Oficiais do Navio Teutonia

Vapor Regina
Vapor Regina

[editar] FICHA TÉCNICA

Armador: Paolo Gaggino, Gênova, Itália

Bandeira: italiana

Estaleiro construtor: Caird & Co., Greenock, Inglaterra

Outros nomes: Regina, Piemontese, Città Di Savona e Mentana

Ano da viagem inaugural: 1857

Comprimento: 86 metros

Largura (boca): 12 metros

Tonelagem: 2.693 t

Velocidade média: 10 nós

Passageiros – 496, sendo 50 em 1ª classe, 136 em 2ª classe e 310 em 3ª classe


[editar] HISTÓRICO

Para enfrentar o crescente tráfego de imigrantes europeus para Brasil e Argentina, a armadora alemã Hamburg Brasilianische Packetschiffahrt mandou construir dois navios na Inglaterra. Um deles foi batizado como Teutonia. Era um navio vistoso, com uma chaminé e três mastros de velas. Foram destinados à linha entre Hamburgo (Alemanha), Southampton (Inglaterra), Lisboa, Pernambuco, Bahia e Rio de Janeiro e Buenos Aires. Lançado ao mar no dia 4 de agosto de 1856, o Teutonia fez a primeira viagem a 20 de dezembro. Em 1858 foi vendido à armadora alemã Hapag, que manteve o seu nome; em 1877 foi transferido à inglesa Dominion Line, para o transporte de passageiros pelo Golfo do México e Canadá.

Em 1884 o Teutonia foi vendido para um armador italiano, Paolo Gaggino, de Gênova, que dava um grande impulso à sua linha de navegação entre a Itália e portos sul-americanos. Ele mudou o nome do navio para Regina. Era o início da imigração italiana para o Brasil e o Regina logo se transformou em sinônimo de rapidez e conforto, por suas finas acomodações de primeira, segunda e terceira classes, amplas instalações, navegação à vela e máquinas modernas que tinham sido substituídas em 1871 em um renomado estaleiro inglês. Transportou centenas de imigrantes para o Brasil. Seu capitão era Antonio Mangini, um profundo conhecedor da linha sul-americana. Gaggino mandou pintar a chaminé com cores vistosas, para diferenciar seu navio de outros com os quais era confundido, como o Regina Margherita, da NGI.

O Regina fez viagens mensais na rota Gênova-Rio de Janeiro-Santos-Buenos Aires até 1888, quando foi vendido para o armador Carlo Bonino, que por um ano manteve seu nome e rota. Em 1889 passou às mãos da Società Navigazione Italo Piemontese, de Francesco Costa, e foi rebatizado como Piemontese. Em 1890 passou a ser Città Di Savona, da empresa Schiaffino, e em 1891 já navegava como Mentana, na frota dos irmãos Lavarello.

Em 1894, após 38 anos de serviço, o navio foi desmontado em um estaleiro de Gênova.


José Carlos Silvares – silvares@uol.com.br - Santos - Brasil


Artigos na categoria "Vapor Teutonia"

Existem 0 artigos nesta categoria.

Ferramentas pessoais
Джерельна довідка за населеним пунктом