Rodovid - cadastro gratuito da Árvore Genealógica em idioma Português
Lembre-se que este site, a exemplo da WikiPedia, é público e TODAS as informações aqui cadastradas aparecem em consultas no GOOGLE.
Leia a "AJUDA" e "página principal" antes de continuar !

Eusébio de Queirós Coutinho Matoso da Câmara * 1812 † 7 Maio 1868

De Rodovid PT

Pessoa:161278
Clã ao nascer Queirós
Sexo masculino
Nome completo
ao nascer
Eusébio de Queirós Coutinho Matoso da Câmara
Apelido(s) e outro(s) nome(s) Euzebio de Queiroz Coutinho Mattoso da Câmara
Pais

Catarina Matoso de Queirós Câmara [Câmara] * ?

Eusébio de Queirós Coutinho da Silva [Queirós] * 25 Março 1781 † 5 Setembro 1842

Wiki-page wikipedia:pt:Eusébio de Queirós

Eventos

1812 Nascimento: São Paulo de Luanda, Angola

filho(a): Manuel de Queirós Matoso Ribeiro [Queirós]

Casamento: Maria Custódia Ribeiro de Oliveira [Oliveira] * ?

filho(a): Eusébio de Queirós Matoso Ribeiro [Queirós]

? filho(a): ?, Maria Isabel de Queirós Mattoso (Ribeiro de Castro) [Queirós] * ?

? filho(a): ?, Catarina Matoso da Câmara [Queirós] * ?

26 Janeiro 1816 Emigração: São Paulo de Luanda, Angola, Sua família mudou para o Brasil e chegou em março de 1816 no Rio de Janeiro.

1832 Graduação: Olinda, PE, Brasil, Bacharel em ciências jurídicas e sociais na Faculdade de Direito de Olinda.

1838 Ocupação: Deputado Provincial.

1842 Ocupação: Deputado Geral, sendo ainda reeleito para mais quatro legislaturas.

entre 1848 e 1852 Ocupação: Ministro da Justiça, cargo que, na época, incluía o comando da Guarda Nacional, os Negócios Eclesiásticos (nomeação de bispos, pagamento de padres e bispos) e a nomeação de juízes e delegados.

1854 Ocupação: Senador.

1855 Ocupação: Membro do Conselho de Estado.

7 Maio 1868 Falecimento: Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Notas

Foi o autor de uma das mais importantes leis do império, a Lei Eusébio de Queirós, que reprimia o tráfico negreiro e estabelecia sua posterior extinção, o que ocorreu finalmente em 1850. Foi na sua gestão que o governo brasileiro pela primeira vez atuou com eficácia contra o tráfico negreiro.

Outras realizações no seu mandato de ministro foram: o primeiro Código Comercial, a Lei de Terras (que extinguia a doação de terras como sesmarias e obrigava a licitação, mas também impedia estrangeiros de possuir terras) e a contratação dos serviços de iluminação a gás do Rio de Janeiro ao barão de Mauá.

Deu nome ao Município de Eusébio no Ceará.


Gerações: avós até netos (clique no sexo - ♂ ♀ Ψ - de uma pessoa para ver a árvore COMPLETA dela)

Avós
Domingos Plácido da Silva
Casamento: Helena Queirós Coutinho da Silva
Ocupação: 1780 e, São Paulo de Luanda, Angola, Ouvidor-geral da comarca de Angola
Avós
Pais
Eusébio de Queirós Coutinho da Silva
Nascimento: 25 Março 1781, São Paulo de Luanda, Angola
Graduação: entre 1797 e 1803, Coimbra, Portugal, Faculdade de Leis da Universidade de Coimbra. Foi premiado no estudos e recebeu o grau de bacharel em 1803.
Ocupação: entre 25 Fevereiro 1806 e 1811, Benguela, Angola, Juiz de Fora
Nascimento: entre 17 Dezembro 1808 e 25 Novembro 1815, Angola, Ouvidor da comarca de Angola
Casamento: Catarina Matoso de Queirós Câmara
Emigração: 26 Janeiro 1816, São Paulo de Luanda, Angola, Foi transferido para o Brasil. Chegou em março de 1816 no Rio de Janeiro.
Ocupação: 6 Fevereiro 1818, Serro, MG, Nomeado Ouvidor da comarca do Serro Frio, atual cidade do [[wk:pt:Serro|Serro]], MG.
Ocupação: 20 Abril 1818, Serro, MG, Nomeado Provedor da Fazenda dos Defuntos e Ausentes, Resíduos e Capelas do termo da comarca do Serro Frio (atual cidade do [[wk:pt:Serro|Serro]], MG) recém-criada por alvará.
Ocupação: entre 1822 e 1825, Recife, PE, Procurador da Coroa e Real Fazenda em Pernambuco.
Ocupação: 14 Janeiro 1822, Eleito Deputado às Cortes Portuguesas como representante de Angola.
Título: 24 Junho 1822, Hábito da Ordem de Cristo.
Ocupação: entre 13 Agosto 1822 e 1825, Recife, PE, Brasil., Desembargador da Relação de Pernambuco recém-criada por alvará de 6 de fevereiro de 1821.
Ocupação: 1825, Rio de Janeiro, RJ, Desembargador dos Agravos na Casa da Suplicação no Rio de Janeiro.
Ocupação: 6 Outubro 1827, Salvador, BA, Nomeado Chanceler da Relação da Bahia, convidado por Estevão Ribeiro de Rezende, então conde de Valença e Ministro da Justiça;
Ocupação: 6 Novembro 1827, Rio de Janeiro, RJ, Nomeado Desembargador da Mesa do Desembargo do Paço. Foi a última nomeação desse cargo que se fez no Brasil.
Ocupação: 13 Novembro 1827, Rio de Janeiro, RJ, Conselheiro de Estado.
Título: 17 Dezembro 1827, Fidalgo Cavaleiro da Casa Imperial.
Ocupação: 16 Janeiro 1829, Rio de Janeiro, RJ, Toma posse como Ministro do recém-criado Supremo Tribunal de Justiça (hoje Supremo Tribunal Federal), nomeado em 19 de outubro de 1828.
Ocupação: 1833, Rio de Janeiro, RJ, Membro de uma comissão externa da Câmara dos Deputados, juntamente com José Antônio da Silva Maia e Joaquim Gaspar de Almeida, escolhida para propor emendas ao Código do Processo.
Falecimento: 5 Setembro 1842, Rio de Janeiro, RJ, Foi sepultado nas catacumbas da Igreja de São Francisco de Paula.
Pais
 
== 3 ==
Eusébio de Queirós Coutinho Matoso da Câmara
Nascimento: 1812, São Paulo de Luanda, Angola
Casamento: Maria Custódia Ribeiro de Oliveira
Emigração: 26 Janeiro 1816, São Paulo de Luanda, Angola, Sua família mudou para o Brasil e chegou em março de 1816 no Rio de Janeiro.
Graduação: 1832, Olinda, PE, Brasil, Bacharel em ciências jurídicas e sociais na Faculdade de Direito de Olinda.
Ocupação: 1838, Deputado Provincial.
Ocupação: 1842, Deputado Geral, sendo ainda reeleito para mais quatro legislaturas.
Ocupação: entre 1848 e 1852, Ministro da Justiça, cargo que, na época, incluía o comando da Guarda Nacional, os Negócios Eclesiásticos (nomeação de bispos, pagamento de padres e bispos) e a nomeação de juízes e delegados.
Ocupação: 1854, Senador.
Ocupação: 1855, Membro do Conselho de Estado.
Falecimento: 7 Maio 1868, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
== 3 ==
Filhos
Eusébio de Queirós Matoso Ribeiro
Casamento: Raquel Francisca de Castro Carneiro
Ocupação: 1890 e, Tesoureiro da companhia [[wk:pt:Engenho Central de Quissamã|Engenho Central de Quissamã]]
Filhos
Netos
Bento Carneiro de Almeida Pereira
Casamento: Maria Francisca de Queirós Matoso
Fato 1: 1877, São Paulo, SP, Foi um dos fundadores do Circulo de Estudantes Católicos.
Ocupação: 1878, Redator parcial do Jornal estudantil "A Reação" de oposição ao jornal estudantil da Academia de Direito de São Paulo com tendências republicanas.
Graduação: 1880, São Paulo, SP, Academia de Direito de São Paulo, atual Faculdade de Direito da USP (largo de São Francisco).
Ocupação: entre 2 Maio 1893 e 31 Dezembro 1893, Rio de Janeiro, RJ, Deputado Federal para preenchimento da vaga devida à renúncia de João Batista da Mota. Eleito a 9 de Abril de 1893; reconhecido a 2 de Maio seguinte.
Ocupação: entre 31 Dezembro 1894 e 30 Dezembro 1897, Rio de Janeiro, RJ, 1º vice-presidente do Estado do Rio de Janeiro, governo do 2º período republicano chefiado pelo presidente Joaquim Maurício de Abreu.
Falecimento: 20 Junho 1931, Quissamã, Rio de Janeiro, Brazil
José de Queirós Matoso
Nascimento: 1859
Joaquim de Queirós Matoso
Nascimento: 1868
Falecimento: 1938, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
João de Queirós Matoso
Nascimento: 1871
Luís Antonio de Queirós Matoso
Nascimento: 1872
Casamento: Maria Brandina de Jesus
Falecimento: 1914, Araraquara, SP, Brasil
Netos

Ferramentas pessoais
Genealogical Research in the archives of Ukraine
Your Email*
Your First Name*
Your Last Name*
Postcode of your ancestors' place in Ukraine*
Capcha*

Reload
the service is provided by Genealogical Society «Ridni»